Sexta-feira, 20 de Junho de 2008

Saúde ou Doença?

Hoje fiz o exame de saúde pública!

Sentei-me timidamente nos cadeirões almofadados do anfiteatro, demasiado confortáveis para albergarem o stress sempre associado a qualquer exame, e mordisquei pela trigésima sétima vez no espaço de um minuto a extremidade da caneta, desejando que por algum milagre divino a matéria que eu dominava saísse.

Logo que me foi permitido, abri o exame e procurei logo as perguntas de desenvolvimento, não me fosse o conhecimento tão mal consolidado evaporar-se antes de o poder colocar pomposamente no verso em branco do enunciado!

A primeira pergunta questionava o caro aluno sobre qual a maneira de comparar a incidência de uma determinada doença em dois destritos do nosso país! Mordisquei novamente a extremidade da caneta, pensando que realmente era preciso ter falta de sorte para sair logo uma das matérias que eu não dominava.

A pergunta seguinte questionava o caro aluno que não tinha prestado atenção nas aulas de como se poderia determinar se havia associação entre um determinado factor e um certo efeito. Nesta altura, já existia mais caneta mordiscada do que não mordiscada, tal era o trabalho que tinha imposto aos maxilares. O cérebro esse parecia ter entrado numa espécie de triângulo das Bermudas....completamente em branco.

Relativamente aos exercicios, questionavam o estúpido do aluno que certamente estaria batídissimo no exame de segunda fase sobre que alimento tinha causado a gastroentrite dos convivas de um determinado jantar, se os ovos, se o leite, se o gelado! Enquanto batia distraidamente nas teclas da calculadora, à espera que me aparecesse no visor uma mensagem não menos do que divina, não pude deixar de por o meu pensamento científico a funcionar e conclui que se escrevesse que se a ASAE tivesse feito um controlo apertado ao jantar nada daquilo teria acontecido....mas presumo que a originalidade não seja um dos parâmetros de avaliação.

Passei às questões de escolha múltipla, o meu forte, ou pelo menos pensava eu, antes de quase engolir o que restava da caneta, tal era o nervosismo!

Não sei porque teimam em mandar o aluno identificar as afirmações verdadeiras, quando é muito mais fácil de descobrir as que são falsas. Dornikov foi responsável por muitas reformas politico sociais....pois, uma pessoa presume que sim, nunca ouviu falar do senhor mas tem confiança, certamente terá feito algo de louvável na sua vida! Até as coisas mais bem estudadas passam a ser motivo de dúvida.....a formação do Sistema Nacional de Saúde foi em 1979, ou terá sido em 1971?....ou em 1997?....ou em 1779?.....

É então que se pega naquele couto sobrevivente da caneta, e se faz a cruzinha na afirmação que mais enche o olho ao mesmo tempo que se liberta um suspiro de súplica à Santinha cujo nome se desconhece mas que a mãe possui a imagem na cómoda do quarto!

Honestamente, como alguém diria, a saúde está-me a deixar doente!

 

sinto-me: Doente de estudar!
música: Dannii Minogue
publicado por Estagiário Farmacêutico às 23:02
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Agridoce!

. Fase Treré

. Alimentação Felina

. Patologia não apelidada!

. Convites recusados!

. Saúde ou Doença?

.arquivos

. Julho 2008

. Junho 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds